GUINE-BISSAU PODE AJUDAR NA CRISE DOS REFUGIADOS .... TODOS PODEMOS!

Pra aqueles que querem se envolver seriamente com a causa dos refugiados, um primeiro passo é a oração. A oração é a ambiência onde podemos derramar nossa angústia em face de tanta impotência e fracasso, nos arrepender de nossa indiferença, e ao mesmo tempo afinar nosso coração com o coração do Eterno, recebendo DEle paz, força e direção sobre como agir. 



Mas como orar com sabedoria numa causa que desconhecemos? Pensando nisso escrevi um pequeno "Guia de Oração por Refugiados" com informações, textos bíblicos e temas específicos. Confira e se achar por bem, ajude-me a compartilhar. Nos próximos posts enviarei outras formas de ação.‪#‎juntospelosrefugiados‬


O dia 20 de junho é considerado mundialmente como o “Dia do Refugiado”. Em alguns países o domingo anterior ou posterior (14 e 21, neste ano), é dedicado à conscientização e intercessão. Sabemos que o Eterno ama o estrangeiro e ordenou ao seu povo que o amasse também (Dt 10.18,19). A igreja deve fazer o bem a todos, especialmente aos da família da fé (Gl 6.10). Pensando nisso, elaborei um “Guia de Oração”, como um ponto de partida para aqueles que quiserem se informar e se juntar a nós neste movimento. Comentários e sugestões são bem vindos. Em tempo… Me ajuda a divulgar esta iniciativa?

Um panorama geral

Vivemos a maior crise humanitária desde a 2a guerra mundial. Conflitos políticos, étnicos e religiosos, grupos terroristas islâmicos (ISIS/Estado Islâmico e Boko Haram, por ex), crises econômicas, corrupção, desastres naturais, somados à insensibilidade dos países ricos, geraram um caos generalizado, que acabou espalhando-se por todo o mundo.

Existem hoje (dados oficiais de dezembro 2014) mais de 59,5 milhões de pessoas deslocadas forçosamente de suas casas. Destas, 19,5 milhões são “refugiados” (Refugees), ou seja, são obrigadas a viver num outro país. 40 milhões são “deslocados internos” (IDP – Internally displaced persons), permanecem em seu país, apesar de não poderem morar em suas próprias casas.
49% dos refugiados são mulheres e 50% têm menos de 18 anos.
Durante 2014, a cada dia, 42.500 se tornaram refugiados e deslocados
86% dos refugiados são acolhidos por nações em desenvolvimento (Quênia, Paquistão, Turquia, Jordânia, Líbano), o que implica num desafio enorme para seus governos, cidadãos e para os próprios refugiados.
A média de tempo que um refugiado permanece fora de seu país é de 17 anos!

Refugiados enfrentam desafios enormes, diariamente, entre eles: falta de esperança, violência, discriminação, fome, falta de abrigo, perda de identidade e perda de poder econômico. Além disso, encaram jornadas perigosíssimas (como atravessar desertos, zonas de guerra, oceanos) expondo a si mesmo e aos seus familiares, para salvar a vida. Por tudo isso, tornam-se vulneráveis às redes de tráfico humano, exploração sexual, tráfico de órgãos, etc. pagando um preço altíssimo a ‘coiotes’ que os levarão por rotas ilegais de imigração, quando não são mortos pelos mesmos depois de haverem pago o ‘serviço’.

Preparando o coração e mente para orar por refugiados:
Imagine a si mesmo como um refugiado, como se você e sua família tivessem sido obrigados a mudar para outro país, outra cultura, deixando tudo pra trás… Como você gostaria que as pessoas orassem por você?
Leia as passagens bíblicas: Dt 10.18,19; Salmo 107.1-9; Salmo 34.18; Mt 25.31-46; Mt 22.37-39; Gl 6.10
Peça que o Espírito Santo lhe guie enquanto ora pelos refugiados.

Como orar pelos refugiados:

Refugiados são pessoas comuns com família, sonhos e esperanças. Assim como oramos por pessoas que conhecemos, podemos orar pelos refugiados. Sua condição de refúgio, contudo, os expõe a desafios únicos que podemos orar. Isto inclui:

1. Necessidades básicas
Que suas necessidades essenciais de segurança, abrigo, água, comida e cuidados médicos sejam supridas. Que o Pai Altíssimo ouça o seu clamor e os leve a um lugar de segurança. Em muitas circunstâncias o refugiado terá que aprender uma nova língua e um novo trabalho. Ore por forças emocionais para que consiga enfrentar estes desafios, mesmo com tão poucos recursos e apoio.

2. Paz e promotores da paz
Que promotores da paz, verdadeiros conciliadores, sejam levantados e tragam paz aos países onde a guerra, violência e perseguição estão forçando as pessoas a abandonarem suas casas. Ore pela paz: Síria, Afeganistão, Somália, Eritreia, Iraque, República Democrática do Congo, Sudão do Sul, Sudão, República Centro Africana, Nigéria, Myanmar, Vietnã e Colômbia.

3. Esperança e cura
Que pessoas amáveis e comprometidas sejam levantadas e levem esperança aos refugiados. Que médicos, psicólogos, pastores e terapeutas sejam canais de esperança, gerando cura física, mental e emocional. Ore especialmente pelas crianças e adolescentes que sofreram agressão física ou que testemunharam atrocidades contra seus familiares. Que suas memórias sejam curadas. Que possam perceber a presença do Pai Eterno com eles, que sejam libertas do medo e ansiedade. Que sua fé seja renovada, produzindo esperança e alegria a cada amanhecer.

4. Igrejas Acolhedoras
Que os refugiados encontrem uma igreja acolhedora em seu novo país. Que mais pessoas e igrejas nos países receptores abram seus olhos e corações para perceber, acolher e servir aos refugiados. Existem também muitas igrejas dentro dos campos de refugiados, sendo lideradas por pastores refugiados. Muitos refugiados buscam apoio e esperanças nestas igrejas. Que estas pequenas comunidades sejam fortalecidas em sua fé e seu testemunho, sendo benção ao seu povo.

5. Mulheres e crianças
Eles estão entre os mais vulneráveis. São mais da metade dos refugiados no mundo. Que sejam livres do mal, das pessoas que querem explorá-los, como as redes de tráfico humano, de exploração sexual e de tráfico de órgãos. Ore pelos órfãos, pelas mães que perderam seus filhos… Que a igreja seja uma verdadeira família, uma rede de amor, abrigo e proteção aos mais frágeis.

6. Jovens
Eles estão longe de casa. Perderam seus amigos e muitos estão longe de seus pais e familiares. Ao olharem para trás, não encontram alternativa. Por outro lado, tem uma grande capacidade para aprendizagem da nova língua, são mais versáteis e fortes fisicamente. Podem aprender uma profissão, e normalmente tornam-se o apoio da família. Que sejam abençoados com flexibilidade, criatividade e perseverança.

7. Países Receptores
86% dos refugiados encontram-se em países em desenvolvimento, com economias que enfrentam muitos desafios. Estes países têm que lidar com grandes ondas migratórias, com milhares de refugiados chegando num curto período de tempo, e sem ajuda internacional. É comum que surja preconceito contra os que chegam. Ore para que os refugiados não sofram com o racismo e a xenofobia. Que os governos e a população se abram para acolher. Lembre-se dos países que mais recebem refugiados: Paquistão, Turquia, Líbano, Jordânia, Iraque, Irã, Egito, Quênia, Chade, Etiópia, China e USA.

8. ONU (ACNUR) e agências humanitárias que servem refugiados
Ore pelos milhares de trabalhadores e voluntários que atendem incansavelmente os refugiados ao redor do mundo. Por sua segurança e saúde emocional. Que haja recursos financeiros suficientes para as agências internacionais prestarem os serviços humanitários. Ore também para que os líderes mundiais tenham sensibilidade para com os milhões de refugiados e busquem juntos novas soluções.

9. RHP – Refugee Highway Partnership e “Rede Evangélica Brasileira de Apoio ao Refugiado”
Ore por esta nova, crescente e dinâmica rede de pessoas, igrejas e organizações evangélicas que buscam servir aos refugiados e também às igrejas locais, com informações, treinamento e acompanhamento. Que o Pai continue levantando cada vez mais organizações e pessoas, sejam elas voluntários, pastores ou missionários, para ministrar aos refugiados, nos grandes centros urbanos e nos campos em áreas remotas. Dia 12 agosto, em São Paulo, será oficializada a “Rede Brasileira de Apoio ao Refugiado”. Ore por este encontro e por esta iniciativa. Que gere muitos frutos.

10. Refugiados no Brasil
Nosso país tem se convertido no destino de muitos refugiados, vindos de diferentes países. Nosso governo tem aberto as portas e isto é louvável. Contudo, há muito ainda a ser feito para que o refugiado seja integrado à nossa sociedade. Somos um país de migrantes, somos acolhedores, mas temos vivido dias de acirramento de ânimos, gerando preconceito e ódio. Ore para que nossa sociedade não se feche ao estrangeiro. Que nossos governos (Federal, Estadual e Municipal) busquem soluções. Ore pelas organizações envolvidas no acolhimento (CONARE, ACNUR, Cáritas, Missão Paz, MAIS, JMN, entre outras), pelas pessoas que trabalham. Por fim, ore pelos milhares de refugiados e solicitantes de refúgio que já estão no Brasil. Que encontrem aqui uma nova vida.

11. Missão MAIS – Programa de Acolhimento a Refugiados
Temos tido o privilégio e responsabilidade de sermos os pioneiros entre as organizações evangélicas em servir e acolher refugiados. Louve a Deus, pois nosso programa, desenvolvido em parceria com igrejas locais, já recebeu mais de 160 pessoas, de diferentes países! Ore por nossa equipe, por recursos financeiros, por infraestrutura e novas parcerias. Ore por sabedoria nas decisões, pois recebemos semanalmente vários pedidos de ajuda e nossos recursos são limitados. Mais informações acesse: www.maisnomundo.org/refugiados