O VOLTAR DE PAGINA DA GUINÉ-BISSAU

Governo dos Estados Unidos fala em editorial sobre a recente conferência de doadores internacionais para a Guiné-Bissau

WASHINGTON 16.04.2015 - A Guiné Bissau, uma pequena e conturbada nação da Africa Ocidental, tem enfrentado muitos desafios, nos últimos anos. 


Golpes militares frequentes abalaram o regime democrático e com o vácuo de um governo eficaz, criminosos internacionais utilizaram áreas remotas da sua costa marítima para transbordo de drogas ilegais da América do Sul para a Europa.

Assistiu-se a um sinal de esperança, quando os doadores internacionais encorajados pela recente estabilidade politica prometeram mais de mil milhoes de euros para apoiar um programa de desenvolvimento de dez anos.

Os doadores que participaram numa conferencia realizada, o mês passado, em Bruxelas, patrocinada pela União Europeia aprovaram um plano ambicioso preparado pelo governo para promover o crescimento, o desenvolvimento e melhorar os serviços governamentais, e assim reforçar as instituições democráticas.

Como amigo e parceiro do povo da Guiné Bissau, os Estados unidos elogiaram a visão do plano apresentado pelo Primeiro Ministro Domingos Simões Pereira e o Presidente José Mário Vaz.

Articularam claramente tanto a aspiração como as propostas especificas exigidas para uma Guiné Bissau forte, vibrante e prospera dentro da comunidade das nações da África Ocidental.

Agradecemos à União Europeia, o Programa de Desenvolvimento das Nações Unidas e ao Governo da Guiné Bissau terem organizado a conferencia.

Os Estados Unidos em parceria com a comunidade internacional vamos construir um relacionamento forte e duradouro com a Guiné Bissau que ira ajudar a concretizar os objectivos definidos na conferencia: estabelecer uma economia forte e diversificada que forneça oportunidades para os jovens; a reforma e o reforço das instituições democráticas; combate à corrupção e promoção de boa governação e a erradicação da pobreza.

Pela nossa parte estamos comprometidos na continuação da cooperação bilateral no sector da segurança, no sector militar, e na reforma judicial, para alem da nossa assistência técnica ao sector da saúde.

Os habitantes da Guine Bissau devem estar orgulhosos do progresso que ocorreu nos últimos dez meses desde as eleições e podem contar com a continuidade do apoio dos Estados Unidos.

(Foi um editorial reflectindo os pontos de vista do governo dos Estados Unidos)
.