"UM AVIÃO CHAMADO GUINÉ-BISSAU COM UM PILOTO QUE FICOU CEGO E SURDO" -- CINEASTA GUINEENSE, FLORA GOMES

O cineasta guineense Flora Gomes ilustra com uma cena trágica a crise política no país, que completa hoje dois meses sem Governo. 

O realizador imagina toda a população a viajar num avião, que representa o país, em que se pensava estar "um bom piloto. Só que de um momento para o outro, o piloto ficou cego e surdo" e ninguém sabe para onde vai. 
 
Flora Gomes é um dos artistas guineenses ouvidos pela Lusa que se diz "revoltado" com as decisões do Presidente da República, José Mário Vaz, o "piloto" que a 12 de agosto demitiu o Governo contra a opinião generalizada das entidades nacionais e estrangeiras.

Pate Cabral Djob
é autor do Blog Conosaba