REI DE MARROCOS, MOHAMED VI, CHEGA A BISSAU


O Rei de Marrocos já se encontra em solo guineense. Eram 14h35 quando o avião da Royal Air Marrocos, um boeing 747, aterrou no aeroporto internacional de Bissau trazendo a bordo Mohamed VI que foi acolhido com tapete vermelho pelo Presidente guineense José Mário Vaz, o presidente do Parlamento Cipriano Cassamá e o primeiro-ministro, Domingos Simões Pereira. 



A chegada de Mohamed VI a Bissau foi preparada com fortes medidas de segurança ; soldados e agentes marroquinos e guineenses armados, muitos jornalistas, líderes militares da Guiné-Bissau e membros do Governo aos quais o soberano marroquino apertou a mão um a um.

Como é da praxe, foram disparadas 21 salvas de canhão no mar territorial guineense, para saudar a visita do rei. Uma visita que, aliás, mobilizou os cidadãos e paralisou o país; escolas, bancos, serviços e transportes, comércio tudo fechou neste dia. As ruas de Bissau estão apinhadas de pessoas, de todas as idades. O palácio da República e o jardim contiguo foram totalmente remodelados e arranjados para a recepção ao soberano marroquino que deve ficar em Bissau até sábado.

O ministro dos Negócios Estrangeiros guineense, Mário Lopes da Rosa, disse ao nosso correspondente em Bissau, Mussá Baldé, que o país espera com particular atenção os resultados da visita do rei marroquino.